Entrevista com lynch.

entrevista - 20.06.2016 21:01

lynch. conversa sobre seu álbum mais recente e mais.

Entrevista originalmente publicada em 27/12/2016.

Apesar de essa não ser sua primeira entrevista com o JaME, vocês poderiam, por favor, se apresentar mais uma vez para nossos leitores, talvez com um fato engraçado sobre vocês dessa vez?

Hazuki: Eu sou o vocalista, Hazuki. Eu amo pescar.
Akinori: Eu sou o baixista, Akinori, e meu hobby é pescar. Eu gosto de ouvir rock e metaI. Atualmente, etenho ouvido JAZZ-EDM (electro-swing), que deve ser popular na Europa também.
Asanao: Eu sou o baterista, Asanao. Sou livre para fazer as coisas no meu próprio ritmo.
Reo: Eu sou o guitarrista, Reo.
Yusuke: Eu sou o guitarrista, Yusuke. Sou magro, mas amo artes marciais.

O lynch. foi formado há mais de dez anos. Vocês acham que o seu estilo musical mudou desde então? O quão grande é a diferença entre a música que vocês fizeram para o novo álbum e que fizeram em 2004?

Hazuki: De início, nós nos concentramos em dar o nosso máximo em fazer o que queríamos e essa era a nossa limitação. Porém, o que nós devemos fazer como uma banda tornou-se claro para nós agora e, portanto, fomos capazes de compor o nosso novo álbum de forma mais profunda e detalhista.
Akinori: Eu diria que é mais como se a banda tivesse crescido, aprendendo várias coisas durante os anos, em vez de mudar seu estilo musical.
Asanao: Eu acho que o conceito e o que nós queríamos fazer em cada trabalho se tornaram mais claros e mais sofisticados.
Reo: Nós temos sido consistentes com o uso de diversos estilos musicais de acordo com o tema de cada álbum.
Yusuke: Eu acho que a essência da banda continua a mesma. Nós criamos música com o melhor som que podemos produzir no momento.

Falando nisso, já que o novo álbum chama-se D.A.R.K – in the name of evil, quais são os pensamentos e opiniões pessoais de vocês sobre “o mal”?

Hazuki: É um dos elementos mais importantes da música rock.
Akinori: É uma palavra difícil para os japoneses pronunciarem (risos).
Asanao: Cada membro da banda é mau ao seu próprio jeito.
Reo: Eu acho que existe um mal necessário.
Yusuke: O bem pode existir somente porque existe o mal. É por isso que nós precisamos do mal na nossa sociedade.

Uma de suas canções novas possui o título D.A.R.K.. Essas quatro letras em caixa alta são uma abreviação para alguma coisa? E se sim, o que exatamente essas letras significam?

Hazuki: Não, não é uma abreviação.

Qual é o simbolismo do piano pegando fogo na capa do novo álbum?

Hazuki: Simboliza os sons de piano em INTRODUCTION e D.A.R.K..
Reo: É um símbolo de beleza.
Yusuke: Simboliza o título do álbum em si.

A sua imagem é bastante obscura; não é comum vê-los em roupas que não possuam cores escuras. Por que vocês mudaram a sua imagem tão drasticamente para o single ETERNITY, onde ela é bastante romântica e vocês estão usando roupas brancas? Como vocês se sentiram?

Hazuki: Eu achei que teria um grande impacto em quem visse.
Akinori: É porque branco é a cor oposta ao preto.
Asanao: Eu uso roupas coloridas fora do palco.
Yusuke: É porque o conceito da canção era “branco”.

Após terem lançado oito álbuns, a discografia de vocês é bastante impressionante. Como vocês escolhem quais canções tocar ao vivo?

Hazuki: Nós selecionamos as músicas que a banda quer tocar ao vivo no momento, bem como as músicas que os fãs gostariam de ouvir.
Akinori: Nós selecionamos canções que melhor representam o clima e conceito de cada show. Além disso, nós estruturamos o repertório de modo que o show corra bem e que os fãs se divirtam tudo.
Asanao: Um membro em particular tem a ideia geral para um show e depois nós a modificamos juntos.
Reo: Normalmente nosso principal compositor, Hazuki, pensa em uma setlist e às vezes nós mudamos de acordo com as opiniões dos membros.
Yusuke: Primeiramente, nosso vocalista Hazuki decide uma setlist e então nós realizamos uma discussão para finalizá-la.

Qual é a expectativa de vocês para a turnê DARK DARKER DARKNESS? Como vocês gostariam de desafiar a si mesmos durante essa turnê?

Hazuki: Nós gostaríamos de expandir nossa dimensão como banda por meio dessa turnê.
Akinori: Eu gostaria de pintar o Japão de “DARK” e estabelecer uma personalidade forte e uma imagem pública como banda.
Asanao: Eu acho que nós já conseguimos expressar o que queríamos no álbum. A próxima fase é comunicar verdadeiramente aos fãs a confiança que temos em nossa música durante os shows.
Reo: Nós gostaríamos de ser capazes de expressar um conceito mais profundo em uma dimensão maior.
Yusuke: Nós gostaríamos de sentir e criar união.

A raiz de vocês é de Nagoya. A maior característica do cenário musical de lá é que a maioria dos artistas se conhece. Vocês ainda sentem essa conexão com o cenário de Nagoya apesar de terem expandido a carreira de vocês? Vocês continham em contato com seus colegas músicos de Nagoya?

Hazuki: Sobre os músicos da nossa cidade natal de Nagoya, os membros da coldrain são meus amigos.
Akinori: A cidade de Nagoya tem muitos artísticas únicos. Minha banda júnior, Unveil Raze participou do projeto da STU MARSHALL (DEATH DEALER). Há muitas bandas promissoras em Nagoya.
Asanao: Eu não acho que há bandas boas em Nagoya ultimamente.
Reo: Eu mantenho contato tanto com meus seniores e juniores.

Falando em amigos, vocês vão tocar com MERRY, MUCC, LIPHLICH e outras bandas durante o primeiro show patrocinado pelo MERRY, o NOnsenSe MARKeT 3F - LAMB FEST.-. Vocês gostariam de tocar com outros artistas? O que acham da banda anfitriã e das outras bandas que vão tocar com vocês?

Hazuki: Eu gosto de tocar com outras bandas. Eu acho que o MERRY é uma banda bastante ambiciosa.
Akinori: Eu gosto de colaborar com outras bandas porque me traz muita inspiração e nos ajuda a crescer.
Asanao: Eu gosto deles.
Reo: Eu acho que é um festival de bandas com personalidades únicas.
Yusuke: Eu gosto de colaborar com outras bandas. Eu sempre respeito as bandas que trabalham com a gente.

Se vocês tivessem a chance de colaborar com outro artista, com quem seria e por quê?

Hazuki: Um dia eu gostaria de colaborar com diversos vocalistas, tanto homens quanto mulheres, e gostaria que eles cantassem as canções que eu componho.
Akinori: Gostaria de usar como elemento um coro feminino porque acho nos ajudaria a expandir a nossa visão de mundo.

O que é música para vocês?

Hazuki: Música é o melhor entretenimento e hobby e o mais próximo de nós.
Akinori: A música enriquece a nossa vida. Nos dá tanto coragem quanto decepções.
Asanao: É parte da minha vida agora.
Reo: É o nosso dia-a-dia.
Yusuke: Me dá energia para viver.

Agora, a música de vocês é ouvida em todo o mundo e há alguns anos seus álbuns e singles, bem como o seu álbum mais recente, foram lançados em toda a Europa. Quando pensam nisso, quais emoções e sentimentos nascem dentro de vocês?

Hazuki: Me sinto muito agradecido e feliz.
Akinori: É claro que me deixa muito feliz ver que muitas pessoas em diversos países curtem a nossa música. Eu ficaria feliz se nossas canções pudessem transmitir algo a uma pessoa no exterior que eu nunca conheci, e também que ela se torne a música de fundo da vida dele ou dela naquele momento.
Asanao: Eu recebo muitas mensagens no Facebook. Um dia gostaria de tocar no exterior.
Reo: Eu adoraria que mais pessoas em diversos países curtissem a nossa música.
Yusuke: Para mim, é muito poderoso ver que a nossa música vai além da nossa terra natal e alcança pessoas em diversos países. Além disso, é uma boa oportunidade para que possamos provar que existe uma ótima banda no Japão.

E para concluir nossa entrevista, vocês poderiam deixar uma mensagem para nossos leitores?

Hazuki: Por favor, continuem a nos apoiar.
Akinori: Obrigado por ter encontrado uma banda que nasceu em uma pequena cidade de um pequeno país neste mundo enorme e até mesmo se interessar em ler nossas entrevistas. Nós daremos o nosso máximo para nos tornar uma banda que vocês possam compartilhar, com orgulho, para os amigos de vocês, então, por favor, nos apoiem. Estou ansioso para vê-los em um show ao vivo no futuro!
Reo: Um dia nós gostaríamos de realizar shows no exterior, então, por favor, fiquem de olho.
Yusuke: Estou ansioso para ver vocês no futuro!

O JaME gostaria de agradecer ao lynch. e à Gan-Shin Records por esta oportunidade de entrevista.
itens relacionados
artistas relacionados
comentários
blog comments powered by Disqus
propagandas
  • Radio AniMiX