the GazettE WORLD TOUR 16 “DOGMATIC TROIS” em São Paulo

live report - 05.06.2016 01:22

São Paulo recebeu em um dia quente de sol centenas de fãs ansiosos pelo segundo show do the GazettE no Brasil.

Há dias fãs acampavam em frente ao Audio Club; muitos estavam ansiosos pelo segundo encontro com a banda aqui no Brasil, outros mais ainda pela primeira chance de vê-los em nosso país. A the GazettE WORLD TOUR 16 “DOGMATIC TROIS” começou pelas Américas com um show no México uma semana antes da banda chegar ao Brasil, segunda parada da turnê devido ao cancelamento do show que aconteceria na Argentina.

Com a casa cheia e os fãs clamando pelo the GazettE, a banda entrou no palco trajando o visual característico desta turnê. Após uma breve pausa em meio aos gritos dos fãs, uma luz amarela mostrando apenas a silhueta de RUKI e um grito gutural deram início a DOGMA, faixa título do último lançamento do quinteto. Seguindo este ritmo pesado, RAGE trouxe REITA e URUHA para frente, ambos interagindo muito com o público. Eles batiam cabeça no ritmo da música acompanhados pelos fãs.

Gritando para que o público pulasse, RUKI iniciou VORTEX. Todos os integrantes foram para a frente do palco, pulando no ritmo e batendo cabeça. Os fãs cantaram em uníssono com o vocalista e finalizaram juntos com a última frase da música “I don’t wanna become the fuckin’ garbage like you”.

RUKI aproveitou este momento de união com os fãs para fazer o primeiro MC da noite. Dando boa noite a todos e agradecendo pela presença, o vocalista perguntou se eles estavam prontos para mais.

LEECH, uma das favoritas do multidão, divertiu a todos com RUKI dançando no ritmo da música. A plateia bateu cabeça e teve a chance de tocar o vocalista que se aproximou da grade para brincar com os fãs. O refrão foi cantado em voz alta, deixando-o com um sorriso no rosto. FADELESS seguiu o mesmo caminho da anterior, com um solo de URUHA que levou os fãs à loucura, e terminando com uma performance incrível de REITA.

O palco escureceu e logo gritos por AOI e KAI encheram a casa. RUKI logo retornou para DRIPPING INSANITY. O público acompanhou o refrão balançando os braços no ar no ritmo da música.

DEUX e OMINOUS trouxeram um ar mais sombrio ao show, sendo que a última contou com uma apresentação quase teatral de RUKI. O vocalista entrou no palco balançando uma vela nas mãos em meio a fumaça. O final da música foi cantado em coro, antes de terminar com uma bela performance de AOI e URUHA.

RUKI agradeceu mais uma vez a presença de todos e deu início a INCUBUS, seguida por Hyena. Essa clássica levou o Audio Club ao delírio. Eles bateram cabeça, cantaram e gritaram junto com a banda. URUHA duelou com REITA e AOI, para depois caminhar até RUKI e proporcionar um fanservice para deleite dos fãs.

O último lançamento, até então, UGLY veio seguido de UNDYING. Ambas tem um som pesado com o refrão mais melódico, fazendo com que os fãs batessem cabeça em algumas partes e balançassem os braços em outras.

O ponto alto do show, para encerrar a setlist principal com chave de ouro: Filth in the beauty. Iniciando com AOI no violão, os fãs pularam e cantaram a música inteira, muitas vezes mais alto que o próprio RUKI, que ao final deixou que eles levassem o refrão sozinhos. O vocalista agradeceu com um beijo e deixou o palco com os integrantes.

Mal a banda saiu, os pedidos pelo encore começaram. Em alguns minutos, os membros voltaram vestindo camisas da turnê com exceção de RUKI, que trazia uma bandeira feita pelos fãs. Ele mais uma vez agradeceu a presença de todos e perguntou se estavam prontos para o encore.

AGONY começou bem representada pela agonia dos fãs ao ver URUHA tomar um tombo no palco. Com ajuda dos staffs, o guitarrista levantou como se nada tivesse acontecido e continuou tocando. Como tudo parecia bem, o público seguiu o rap de RUKI.

HEADACHE MAN fez todos gritarem e pularem. REITA subiu para a bateria para tocar com KAI, enquanto RUKI dançava envolvido pela música.

O encerramento com TOMORROW NEVER DIES foi perfeito. Todos se alinharam a frente do palco para tocar, pularam e brincaram com a plateia nos momentos finais do show. A banda enfim se despediu mandando beijos e jogando água, palhetas e baquetas para o público.

Passados alguns momentos, os fãs ainda se recusavam a sair da casa com a esperança de que seus ídolos pudessem retornar. O sorriso no rosto suado de todos mostrou que os meses de espera e ansiedade valeram muito a pena e que todos ali aguentariam mais horas pulando e cantando.

A banda saiu satisfeita e agradecida, da mesma forma que o público. Mais uma vez, o Brasil encantou uma banda japonesa que não vê a hora de voltar.


Set list:

Intro: NIHIL
1. DOGMA
2. RAGE
3. VORTEX
-MC-
4. LEECH
5. FADELESS
6. DRIPPING INSANITY
7. DEUX
8. OMINOUS
-MC-
9. INCUBUS
10. Hyena
11. UGLY
12. UNDYING
13. Filth in the beauty

Encore:
14. AGONY
15. HEADACHE MAN
16. TOMORROW NEVER DIES
artistas relacionados
concertos e eventos relacionados
the GazettE 22/04

the GazettE
Sao Paulo - Brazil
Audio Club
comentários
blog comments powered by Disqus
temas relacionados

J-Music no Brasil

galeria relacionada
propagandas
  • Radio AniMiX