Globalizando o Visual Kei: Entrevista com Kiwamu, Starwave Records

arquivo - 30.09.2011 23:34

No 11º artigo da série virtual "Globalizando o Visual Kei”, o JaME entrevistou Kiwamu, dono da Starwave Records e guitarrista do BLOOD, para discutir seus pensamentos sobre a cena visual kei do passado aos dias de hoje.

O JaME entrevistou Kiwamu, dono da Starwave Records e guitarrista do BLOOD, para discutir seus pensamentos sobre a cena visual kei do passado até os dias de hoje.


O BLOOD foi o pioneiro do visual kei em países ocidentais, mas ao longo dos anos fizeram menos turnês. O que mudou na Europa e nos EUA para causar isso?

Kiwamu: Graças às turnês do BLOOD, muitas bandas começaram perceber que fazer shows no exterior não era só um sonho. Entre 1 e 100 não há muita distância, mas entre 0 e 1 há uma grande distância. O papel do BLOOD foi como a Columbus na cena visual kei. Nos EUA, a Tainted Reality nos ajudou, no México, a Fuukaze nos ajudou, na Austrália, a BLOODPUPPIES nos ajudou e na Europa, o JaME nos ajudou muito. Graças a toda essa ajuda, o BLOOD pode se tornar o Columbus. Se todos soubessem que "a América está lá" então todos poderiam encontrá-la, mas nem todo mundo sabia disso. O BLOOD encontrou muitas coisas em muitos países e tornou essas coisas possíveis. Agora, minha gravadora pode ajudar muitos artistas a registrarem shows no exterior e tudo isso graças aos nossos muitos parceiros que tornaram isso possível.

Você acha que há algo que os promoters e organizadores ocidentais podem aprender de gravadoras e organizadores japoneses?

Kiwamu: Eu acho que trabalhar com japoneses é muito difícil, porque a maioria dos japoneses trabalha rápido e muito sério. Quando eu trabalhei com promoters, eu os achei extremamente lentos e preguiçosos. Se eu recebo um email importante sobre a turnê, eu respondo naquele dia. Porém, algumas vezes eu recebo a resposta uma semana depois. Isso é muito ruim para uma relação de trabalho saudável. Entretanto, parceiros sérios sempre me respondem muito rápido. Eu acho que promoters sérios sobreviverão na cena, e as bandas decidirão trabalhar com eles. Se algum promoter estiver lendo isso, por favor, responda rápido! (risos)

Você acha que bandas visual kei são mais fáceis ou mais difíceis de gerenciar do que outros tipos de bandas? Por quê?

Kiwamu: Em minha experiência com artistas da minha gravadora, as opiniões variam. Bandas visual kei podem vender seus CDs e ingressos de show facilmente. Mas se eles não usarem maquiagem, é muito difícil uma banda pequena crescer na cena musical. Minha opinião é que a cena visual kei é muito ativa e inquieta. Por exemplo, a banda do meu selo, LIX., começou suas atividades em 2010, e seu líder Yuu era ex-membro do SUICIDE ALI. Ele tinha muita experiência com as atividades musicais, mas os outros membros eram novos na cena e desistiram das atividades da banda porque acharam muito difíceis. As bandas visual kei precisam de dinheiro, tempo, habilidade e paixão. Mas para os novos membros, a situação é realmente difícil. O jeito de Yuu era normal na cena visual kei, mas os outros três membros não entendiam isso, então deixaram a banda depois de apenas seis meses! Aqueles três membros disseram que foi por causa de “diferenças musicais e diferenças de valores”, mas na verdade eles só não tiveram coragem. (risos) LIX. foi um dos primeiros artistas da Starwave Record, então eu fiquei desapontado. Contudo, estou bem com isso agora, porque Yuu recomeçou o LIX. sob o nome lix. Algo similar aconteceu com outro artista, Luzmelt. Em seis meses eles mudaram três membros por razões similares. Então, como você pode ver, trabalhar na cena visual kei é difícil. Há pontos bons e pontos difíceis.

Como dono de uma gravadora de bandas visual kei, você já teve problemas quando trabalhou com outras gravadoras ou pessoas na cena musical?

Kiwamu: A Starwave Records é uma nova gravadora na cena visual kei. Eu a comecei no ano passado com o Luzmelt e o LIX. Em um ano, meu selo se tornou a casa de dez artistas. Cresceu muito rápido porque eu sinceramente trabalhei duro. No mesmo período, outra gravadora começou seu trabalho administrativo, mas o seu trabalho foi feito por um viciado em dinheiro. Eles usaram seus artistas como escravos e então descartaram outros. Este selo sempre me pediu para participar de seus eventos, mas isso nunca aconteceu; a gravadora fez um monte de eventos apenas para conseguir dinheiro fácil usando clubes baratos, apresentações curtas, ingressos caros e grandes quotas de ingressos. Eles pediram por ajuda, mas nunca ajudaram ninguém. No meu estilo de trabalho, isso não é justo; ajudar um ao outro é a coisa mais importante. Então, em um ano, esse selo perdeu todos os artistas e o meu ganhou dez!

Quando bandas visual kei se juntam a selos major, muitas delas param de usar figurinos e maquiagem. Por que você acha que é assim?

Kiwamu: No Japão, muitos fãs normais de música não gostam do visual kei. Para pessoas normais, a maquiagem é um muito forte e o figurino é estranho. Então, para conseguir a atenção de pessoas normais, as bandas mudam o seu jeito. Isso começou há muitos anos e ainda é a mesma coisa. Muitas bandas visual kei querem se tornar major, então elas mudam seu visual, figurino e estilo musical. Entretanto, se eles fizerem isso, fãs de visual kei deixarão o fandom da banda e algumas vezes as bandas não conseguem novos fãs na cena major, como resultado.

Quando uma banda visual kei se junta a um selo major, quem decide parar de usar o visual kei? A banda ou a gravadora?

Kiwamu: Há alguns anos era a gravadora. Mas agora podem ser ambos. Para os membros de uma banda visual kei, existe a ideia de que se a banda se torna major, a maquiagem precisa ser sutil. Entretanto, se a banda gosta do seu estilo, eles podem continuar com ele. O vocalista da banda do meu selo, THE SOUND BEE HD é um ex-artista major. Sua antiga banda era a media youth e, quando ele começou sua banda, foi influenciado por bandas que usavam maquiagem. Durante suas atividades, ele mudou seu estilo para um mais natural. Porém, recentemente, ele voltou ao seu estilo original e começou a usar maquiagem e figurinos novamente. Ele realmente gosta disso e seus fãs também. Se eles gostam disso, deveriam continuar neste caminho.

Para uma banda visual kei, publicidade, produção de mercadorias e reservar shows é certamente muito caro. Ganhar dinheiro é difícil ou normal para bandas visual kei?

Kiwamu: Muitos membros de bandas visual kei trabalham duro em seus trabalhos normais (trabalhos de meio-período). Muitas bandas não conseguem muito dinheiro com suas atividades musicais, então eles precisam ter um trabalho de meio-período também. Eles ganham dinheiro em seus trabalhos normais e o usam para a banda. Entretanto, há muitos membros de bandas que são pessoas terríveis; eles não trabalham em empregos normais e enganam as fãs para dar dinheiro a eles, ou pedem dinheiro à sua família. Esta é uma maneira ruim de conseguir dinheiro. Se a banda não usa o dinheiro que ganha para suas atividades musicais, as atividades não serão suas. Se uma banda usa o dinheiro de outra pessoa para suas atividades, eles não trabalham duro. Na minha banda BLOOD, nós vendemos 23.000 CDs em uma turnê, mas eu usei todo o dinheiro para promoção. Eu paguei tudo; se eu tivesse recebido dinheiro de outros para CDs, publicidade, turnês, etc., eu não teria as habilidade que obtive nesses oito anos. Foi graças a isso que eu pude criar minhas gravadoras Starwave Records e Darkest Labyrinth.

Como você decide onde uma banda vai se apresentar?

Kiwamu: Há sete ou oito anos, as bandas visual kei não iam a outros países. Algumas bandas grandes receberam ofertas de diferentes países para shows, mas as grandes bandas eram sempre cautelosas e pensavam com cuidado antes de decidir. O BLOOD simplesmente foi para vários países quando recebemos a oferta. Foi uma boa caminhada. Sempre que recebemos uma oferta, tentamos ir.

Por que você acha que os músicos decidem estar em uma banda visual kei e não em uma banda regular de rock?

Kiwamu: Há diferentes motivos. Um: o membro foi influenciado por bandas que usavam maquiagem quando ele era jovem. Dois: eles querem se expressar para o mundo através dos seus figurinos, maquiagem e música. Três: eles querem pegar garotas. O terceiro é um motivo terrível. Contudo, este tipo de pessoa existe na cena musical. Se eles têm talento, algumas vezes fazem nas garotas suas prioridades. Mas se eles são artistas de verdade, devem se focar nas suas atividades musicais.

Se uma banda começa como uma banda visual kei, mas abandona todas as suas atividades, você acha que os fãs terão reações negativas?

Kiwamu: Os fãs sempre têm duas opiniões. Primeiro, eles nunca querem mudar, o que significa que eles não querem que a banda mude seu estilo, música ou membros. Se a banda muda muito, os fãs ficarão desapontados. Entretanto, se a banda continuar a fazer a mesma coisa, os fãs logo ficarão entediados. É muito difícil. A banda não pode mudar muito, mas ela precisa mudar.

Apesar de recentemente haver muitos eventos no exterior, você acha que o público é menor que no passado? E quando um artista retorna para o mesmo lugar, ou faz mais do que um show na mesma cidade?

Kiwamu: Não é menor, é apenas normal. Teve uma época em que tudo era novo para os fãs, então eles estavam muuuuuito excitados. Mas tudo logo se tornou “normal” em vez de novo. Algumas bandas foram para a mesma cidade muitas vezes; eu sei que algumas bandas major foram para a mesma cidade quatro vezes em um ano. No quarto show, tinha apenas poucas pessoas. Se a banda for inteligente, ela vai esperar pra voltar na mesma cidade. É claro que os fãs sempre dizem "por favor, voltem logo!", mas se a banda volta, os fãs se sentirão entediados. É difícil.

Qual você acha que seja a opinião da maioria dos japoneses sobre o visual kei?

Kiwamu: Há dez anos existia um grande movimento na cena musical japonesa para o visual kei. Mas depois disso, o movimento se foi rapidamente. Agora, para fãs de música normais, o visual kei não é considerado major. Mas por causa do movimento mainstream do visual kei, a palavra "visual kei" é um termo popular.

Por que você acha que a popularidade do visual kei parou de crescer no Japão?

Kiwamu: O visual kei não é um estilo major, na verdade é um estilo underground, então a situação do grande movimento era rara. Muitas bandas visual kei se tornaram major, mas elas podem não conseguir fãs na cena major. X JAPAN e LUNA SEA eram especiais na cena visual kei. Então, a cena visual kei existente se tornou uma situação normal.

Muitas pessoas que não fazem parte da cena visual kei têm opiniões negativas sobre o visual kei. Por que você acha que isso ocorre?

Kiwamu: Eu acho que é por causa da qualidade. Há algumas bandas estranhas entre as bandas visual kei famosas. Músicos de estúdio tocam as músicas para a gravação, em vez dos membros tocarem as partes sozinhos. Esse tipo de artista não consegue fazer suas próprias músicas, então possui um letrista profissional para fazê-las. Seus shows são apenas a imagem. Por causa desse tipo de situação, muitas pessoas acham que “o visual kei é música de qualidade ruim”. Para fãs de música normais, essas partes ruins são evidentes. É claro que há um monte de bandas realmente boas que tocam e escrevem suas próprias músicas. Mas devido à baixa qualidade das bandas, a imagem do visual kei se tornou ruim.

Você acha que muitos fãs gostam de uma banda por causa do sex appeal dos membros? Por quê?

Kiwamu: Sim, por causa do pseudo-amor. Garotas jovens gostam de membros de bandas visual kei, especialmente na pequena cena de bandas indies. As fangirls confundem os membros de bandas visual kei com seus namorados virtuais. Por causa disso, pequenas bandas visual kei podem facilmente conseguir fãs usando "roupas com apelo sexual". Mas eu digo que só porque você tem um rosto bonito, isso não significa que você é uma boa pessoa. Se você gosta de visual kei, por favor, escute a música também. Eu espero que a maioria das pessoas goste de toda a imagem dos artistas visual kei.

Muitos fãs ocidentais ficam muito surpresos quando encontram um japonês que não conhece o visual kei. O quanto o visual kei é comum no Japão?

Kiwamu: Originalmente, o visual kei era uma cena minoritária, então fãs normais de música no Japão não o escutavam. Na cena visual kei, algumas grandes gravadoras usam uma técnica onde lançam muitos tipos diferentes do mesmo CD. No ranking musical, o sistema conta todos os tipos do mesmo single como um mesmo single ou um mesmo álbum. Se a banda tem 1.000 fãs e lança quatro tipos do mesmo single, as vendas de CDs se tornam 4.000 cópias. Por causa disso, o visual kei entra no ranking musical semanal. Entretanto, isso só funciona para fãs de visual kei. Se você vê grandes artistas no ranking semanal, sua fanbase não aumenta o resultado.

Por que você acha que bandas visual kei são tão populares com fãs ocidentais?

Kiwamu: Eu acho que isso era novo para os fãs ocidentais. Em 2003, a minha banda BLOOD começou a ir para diferentes países para fazer shows. Bandas japonesas e música japonesa eram muito novas para todos. Japoneses escutam música japonesa no Japão, então a música ocidental é nova para os japoneses. Isso funciona do mesmo jeito. Recentemente, muitas bandas começaram a ir para outros países. Fãs ocidentais começaram a "separar o trigo do joio"*. Na maioria dos gêneros musicais, aqui há boas bandas e banda que não são tão boas. (risos) É o mesmo com a cena musical ocidental, certo?
*(separar o bom do ruim.)

O que você acha sobre a popularidade crescente do visual kei no exterior?

Kiwamu: Entre 2006 e 2007, a crescente popularidade atingiu um pico, mas agora se tornou mais calma. A cena visual kei não se tornará extinta. Se ficar menor, isso só significa que este é o “tamanho normal da cena”. Eu previ que isso iria acontecer, então eu não fiquei surpreso quando os fãs ocidentais não compraram CDs e mercadorias há cinco anos. Talvez a cena visual kei será pequena, mas isso vai continuar. No Japão, tem sido o mesmo desde 2000. Então, eu quero dizer isso a todos os promoters: “O pico da popularidade se foi, agora é uma situação normal”.

Por que você acha que teve uma diminuição de popularidade?

Kiwamu: Eu fui a vários países para fazer shows. Eu fiz 150 shows em 20 países. Durante este período, eu senti a cena sozinho. Há cinco anos, o visual kei era novo e fresco para fãs estrangeiros, mas os fãs se acostumaram a ouvir música visual kei, então agora perdeu popularidade. Só se tornou normal. Os fãs podem encontrar muitos estilos diferentes da música visual kei na internet e podem assistir e ouvir muitas bandas. Se você escuta 100 bandas na cena visual kei, você vai pensar “eu entendo o visual kei!”

Você tem alguma coisa (experiências, opiniões, etc.) que gostaria de compartilhar?

Kiwamu: Há quatro anos, eu estava desapontado com a cena visual kei e eu respondi a muitas entrevistas com esta atitude. Havia um monte de bandas estereotipadas. Era difícil ter paixão na cena visual kei, então eu saí e entrei na cena industrial. Eu trabalhei com muitos artistas industriais por três anos e encontrei alguns com quem quis trabalhar. Entretanto, a cena industrial no Japão é muito pequena e não é muito estimulante. Aqui há alguns bons artistas, mas falta-lhes ambição. A maioria apenas toca em clubes pequenos onde o público parece consistir principalmente de seus amigos. Eles só tocam em um mundo pequeno.

Essas experiências me ajudaram a perceber os pontos bons do visual kei, então eu comecei a Starwave Records para artistas visual kei. É claro, aqui há alguns bons artistas que eu quero ajudar. No selo Darkest Labyrinth, minha política é que as bandas terão “bom visual e bom som”. Eu uso a mesma política na Starwave Records. Também há música estranha na cena visual, mas eu não quero ajudar esse tipo de artista e não quero ajudar membros pobres de espírito. Para continuar em bandas visual kei, eles precisam de uma mente forte. Eu vou ajudar as pessoas que posso respeitar.

Eu espero que os leitores tenham interesse no meu selo e apoiem nossos artistas!!

O JaME gostaria de agradecer a Kiwamu e a Starwave Records por fazer desta entrevista possível.
artistas relacionados
comentários
blog comments powered by Disqus
temas relacionados

Globalizando o Visual Kei: Uma Série Virtual

galeria relacionada
propagandas
  • Radio AniMiX